História da Brahma

A história da marca se confunde com a da Companhia Cervejaria Brahma que a fabricava. O nome Brahma batizou diversos produtos da mesma cervejaria, tais como o Guaraná Brahma e a Brahma Extra. Com a fusão desta à Antarctica para a formação da AmBev, a marca Brahma seguiu como uma das principais a ser utilizada pela nova companhia. Porém o guaraná, mais adocicado que o Guaraná Antarctica, deixou de ser produzido, em favor do outrora concorrente.

Suas campanhas de publicidade foram premiadas em diversos festivais, como o de Cannes.

Sua cerveja, a partir da década de 2000 passou por um processo de internacionalização, passando a ser comercializada em trinta países, com destaque para a Bélgica, o Canadá, os Estados Unidos, a França, a Grã-Bretanha e os Países Baixos.

Em 2006, a cerveja Brahma ultrapassou em vendas a holandesa Heineken, tornando-se a 5ª cerveja mais vendida do mundo.